From BlenderWiki

Jump to: navigation, search
Blender3D FreeTip.gif
IMPORTANT! Do not update this page!
We have moved the Blender User Manual to a new location. Please do not update this page, as it will be locked soon.

DupliFrames

Você pode considerar Dupliframes de duas maneiras diferentes: Uma ferramenta de arranjo ou então uma ferramenta de modelagem. Em uma via, Dupliframes são bem similares á Dupliverts. A única diferença é que com DupliFrames nós arranjamos nossos objetos fazendo com que eles sigam uma curva ao invés de usar os vértices de uma malha. DupliFrames é uma abreviação de DUPLIcação em FRAMES e é uma técnica de modelagem muito útil para objetos que são repetidos ao longo de um caminho, como os dormentes de madeira de uma estrada de ferro, as tábuas de uma cerca ou os elos de uma corrente, mas também serve para modelar objetos curvos mais complexos como rioscas de parafusos, espirais e conchas.

Modelagem usando DupliFrames

Nós vamos modelar uma corrente com seus elos usando DupliFrames. Primeiro, algumas coisas devem ser explicadas e vir primeiro. Para explicar o uso de DupliFrames como uma técnica de modelagem, nós vamos iniciar modelando um simples elo.

Delineador do Elo.

Para fazzer isto, adicione uma Curve Círcle em visão frontal (Pode ser Bézier or NURBS, qualquer uma).

No Modo de Edição, subdivida ela uma vez e mova os vértices um pouco para fazer com que se pareçam com o Delineador do Elo (Delineador do Elo).

Seção cruzada do elo.

Deixe o modo de Edição e adicione um objeto tipo Surface Circle object (Seção cruzada do elo).

As superfícies NURBS são ideais para esta finalidade, por que podemos mudar a resolução facilmente depois da criação, e se precisarmos, nós podemos converter elas em um objeto de malha. É muito importante que você não confunda Curve Circle e Surface Circle. A primeira vai funcionar como a forma do elo mas não vai deixar que a utilizemos no passo seguinte como objeto de cobertura. A segunda vai funcionar como a seção cruzada de nossa corrente, para encapar a primeira.

Configurações das Curvas: Curve Path e Curve Follow.

Agora parenteie a superfície da circle curve (O delineador do elo) como um parente normal ou Normal Parent (Não como restrição de seguir a curva, ou seja, não escolha Curve Follow).

Selecione a curva no painel de contexto Editing, (F9), e no Painel Curve and Surface, pressione Curve Path e Curve Follow (Configurações das Curvas: Curve Path e Curve Follow.).

Limpando a Origem.

É provável que a superfície circular apareça deslocada. Se este for o caso; selecione-a e pressione AltO para limpar a origem (Limpando a Origem.).

Tracionando o eixo correto.

Se você pressionar AltA o círculo vai seguir a curva.

Agora você provavelmente vai ter de ajustar os botões de tracionamento TrackX, Y, Z e UpX, Y, Z, no painel de Anim settings, no contexto Object (F7), para fazer com que o círculo vá perpendicularmente ao longo do caminho da curva (Tracionando o eixo correto.).

DupliFrames!

Agora selecione a Surface Circle e, ainda no painel Anim settings, pressione DupliFrames. Um número de instâncias da seção circular cruzada vai aparecer ao longo do caminho da curva. (DupliFrames!).

Valores para DupliFrames. Nota “DupEnd: 35” vai encerrar o elo antes do fim da curva.

Você pode ajustar o número de círculos que você quer ter com os botões de DupSta, DupEnd, DupOn e DupOff. Estes botões controlam o início e o fim da duplicação, o Número de duplicatas por tempo e também o Offset entre as duplicações. Se você quiser que o elo seja aberto, você pode tentar uma configuração diferente para DupEnd (Valores para DupliFrames. Nota “DupEnd: 35” vai encerrar o elo antes da curva.).

Note que o numero máximo de duplicações (O valor de DupEnd no qual todas os caminhos das curvas são utilizados) é controlado pelo “comprimento” do campo deste caminho de curva (Path Len, no painel de Curve and Surface).

Fazendo os Dupli's Reais.

Para tornar a estrutura em um objeto NURBS real, selecione o Surface Circle e pressione Ctrl⇧ ShiftA.

Um menu pop-up vai aparecer, clique em Make dupli objects real (Fazendo os Dupli's Reais.).

Encapando o elo.

Não selecione nada. Agora nós temos uma coleção de NURBS formando uma silhueta de nosso objeto, mas ele ainda não está encapado, então não podemos vê-los em uma pré-visualização ou em uma renderização.

Para conseguir isso, nós precisamos juntar todos os anéis em um objeto. Sem de-selecionar quaisquer anéis, pressione CtrlJ e confirme a requisição do menu pop-up.

Agora, entre no Modo de Edição para os objetos recém criados e pressione A para selecionar todos os vértices (Encapando os elos.).

Agora estamos prontos para encapar o nosso objeto.

Essa Operação de encapar os objetos é chamada de  Skinning

Pressione F e o Blender irá automaticamente gerar o objeto sólido. Esta operação é chamada Skinning e é totalmente descrita em “Surfaces Skinning”.

Elo Encapado Skinned link.

Quando você deixar o Modo de Edição, você poderá ver agora o objeto em visão sombreada ou Shaded . Em algumas versões do Blender ela pode parecer muito escura. Para corrigir isso, entre no Modo de Edição e selecione todos os vértices, então pressione W. Escolha Switch Direction ou Alterar Direção neste menu e deixe o Modo de Edição. O Objeto agora será desenhado corretamente (Elo encapado.).

O Objeto que criamos é um objeto NURBS. Isso significa que você ainda pode editá-lo. Até mais interessantemente, você ainda pode controlar a resolução do objeto NURBS através das configurações do painel de Curve and Surface, no contexto de, Editing.

Aqui você pode configurar a resolução do objeto usando ResolU e ResolV, assim você pode ajustá-lo para estar trabalhando com o objeto em uma resolução baixa, e então configurar ele para uma maior resolução para o seu Render final. Objetos NURBS são também muito pequenos em arquivos de cena salvos. Compare o tamanho de uma cena com objetos NURBS com a mesma cena com todos os objetos NURBS convertidos em Malhas usando (AltC).

Finalmente você pode deletar a curva que utilizamos para fazer o delineado do elo, desde que não precisamos mais dele.

Arranjando Objetos com DupliFrames

Usando um caminho de curva ou Curve Path para modelar a corrente.

Agora nós vamos continuar modelando a corrente propriamente. Para isto, somente adicione uma Curve Path (nós podemos usar uma curva diferente mas este tipo nos dará melhores resultados). No Modo de Edição, mova estes vértices até que eles tenham o formato desejado da corrente (Usando um caminho de curva ou Curve Path para modelar a corrente.).

Caso não esteja usando uma curve path, você deverá checar o botão 3D no Modo de Edição, para fazer com que a corrente seja realmente 3D.

Configurações das Curvas.

Selecione o objeto “Elo” que nós modelamos no passo anterior e parenteie com a curva da corrente, novamente como normal parent. Desde que estejamos usando uma Curve Path, a opção CurvePath, no contexto Editing, vai estar automaticamente ativada, contudo, a opção CurveFollownão vai estar, então você deverá ativá-la (Configurações das Curvas.).

Ajustando DupliFrames.

Se o Elo estiver deslocado, selecione-o e pressione AltO para limpar a origem. Até agora, nós fizemos algo mais que animar o elo ao longo de uma curva. Isto pode ser verificado brincando um pouco e ativando a animação com AltA.

Agora, com o elo selecionado mais uma vez, vá até o contexto de Objetos e o Painel de Anim settings. Aqui, ative a opção de DupliFrames como antes. Brinque um pouco com as configurações dos botões numéricos de DupSta:, DupEnd: e DupOf:. Normalmente nós vamos utilizar DupOf: 0, mas para uma corrente, se usarmos DupOf: 0 os elos estarão muito próximos uns dos outros e você deverá alterar os valores de PathLen para a Curva que foi criada como Caminho da corrente para um valor menos ou maior, mais ajustado, no Contexto de Edição e no Painel de Curve and Surface, mude correspondentemente o valor de DupEnd: para o elo, usando este número (Adustando DupliFrames.).

Rotacionando o elo.

Nós precisamos fazer isso para que o elo seja rotacionado ao longo da animação da curva, então , nós teremos cada elo rotacionado a 90 graus com respeito ao procedimento numero um na corrente. Para isso, selecione o elo e pressione Axis no painel Draw, no contexto de Object, para revelar o eixo real do objeto. Insira uma keyframe de rotação no eixo que estiver paralelo com a curva que os elos irão seguir. Mova 3 ou 4 frames para frente e rotacione ao longo deste eixo pressionado R seguido de X-X (X twice), Y-Y, ou Z-Z para rotacionálo no eixo local X, Y ou Z (Rocionando o Elo.).

Corrente feita com Dupliframe.

Abra uma Janela IPO pra editar a rotação dos elos aolongo do caminho. Pressione Extrapolation Mode (EExtrapolation) então os elos se rotacionarão constantemente ao longo do caminho até seu fim. Você pode editar a rotação a curva IPO para ter certeza de que o elo se rotacionará exatamente 90 graus cada um, dois ou três elos (Cada elo é um frame). Use N para calcular o nó extamente em X=2.0 e Y=9.0, que corresponde a 90 graus em cada 1 frame (da frame 1 para a 2). Agora teremos uma corrente bacana. (Corrente feita com Dupliframe.)!

Mais animação e Modelagem

Você não é limitado a utilizar Curve Paths para modelar as suas coisas. Estes são utilizados para nossa própria conveniência, contudo, em alguns casos não há necessidade de utilizá-los.

Um objeto Surface Circle.

Na visualização frontal adicione um objeto surface circle (você já deve saber aonde ela está agora por ter-se utilizado dela anteriormente...- Um objeto Surface Circle.).

Seção cruzada Trapezoidal.

Subdivide ela uma vez, para que ela se pareça mais com um quadrado.

Mova e escale alguns vértices um pouco para fazer com que ela tenha um formato trapezoidal (Seção cruzada Trapezoidal.).

Seção Cruzada Trapezoidal, rotacionada e transladada.

Então rotacione todos os vértices por poucos graus.

Agarre todos os vértices e desfigure eles algumas poucas unidades para a direita ou esquerda no eixo X (mas permanecendo na mesma localização Z). Você pode utilizar Ctrl para conseguir isso mais precisamente.

Deixe o Modo de Edição (Seção Cruzada Trapezoidal, rotacionada e transladada.).

Rotação IPO para a seção cruzada.

A partir de agora, a única coisa que vamos estar editanado serão as curvas de animação IPO. Então você pode chamar isto de “Modelagem com Animação” se você quiser. Nós não vamos mais entrar no Modo de Edição para a superfície.

Alterne para a Visualização de Topo. ( Top View ou NumPad 7 )

Insira uma Keyframe para rotação na frame 1, vá para frente 10 frames e rotacione a superfície 90 graus sobre sua nova origem.

Insira mais uma KeyFrame.

Abra a Janela de IPO, e acerte a rotação IPO pra Extrapolation Mode (EExtrapolation – Rotação IPO pra a seção cruzada.).

Translação IPO para a seção cruzada.

Volte novamente para a frame 1 e insira uma keyframe para a Localização.

Alterne para a Visão frontal.

Vá até a frame 11 (apenas pressione ) e mova a superfície em Z algumas unidades da grade.

Insira uma nova keyframe para Localização.

Na Janela de IPO, acerte LocZ para Extrapolation Mode (Translação IPO para a seção cruzada.).

Tamanho da IPO para a seção cruzada.

Agora, claro, vá até o contexto Object e pressione DupliFrames. Você pode ver como a sua superfície está ascendendo em uma espiral através do espaço 3D fornando algo parecido com uma mola. Isto é bacana, todavia queremos mais. Desative DupliFrames para continuar.

Na frame 1 escale a superfície para quase zero e insira uma keyframe para o tamanho.

Vá mais pra frente na frame 41, e limpe (ressete) o tamanho com AltS.

Insira uma nova keyframe para o tamanho.

Esta IPO não vai estar em extrapolation mode por que nós não queremos que ela seja escalada até o infinito, não é mesmo ? (Tamanho da IPO para a seção cruzada.)

Se você agora ativar DupliFrames você vai ver uma linda silhueta de rosca de parafuso (Um objeto curvo proceduralmente criado).

Uma vez mais os últimos passos são:

  • Make Duplis Real
  • Juntar as superfícies (Joining the surfaces)
  • Selecionar todos os vértices para encapar ( Selet all vertices and skinning)
  • Mudar a direção do normal quando necessário (Switch direction of normal if needed)
  • Deixar o Modo de Edição (Um objeto curvo proceduralmente criado).
Manual-Part-XIII-dupliframe-vistas.png
Manual-Part-XIII-anim-final.png
Um objeto curvo proceduralmente criado.

Você pode ver que isto foi apenas um simples exemplo. Com mais edições de curcvas IPO, você pode conseguir modelos mais complexos e muito interessantes, use sua imaginação !