From BlenderWiki

Jump to: navigation, search
Blender3D FreeTip.gif
IMPORTANT! Do not update this page!
We have moved the Blender User Manual to a new location. Please do not update this page, as it will be locked soon.

Introdução

Exemplo de Radiosidade.

A maior parte dos modelos de renderização, assumem um modelo de espaço simplificado, altamente otimizado para a luz que entre em nossos olhos para desenhar a imagem. Você pode adicionar reflexos e sombras para este modelo para conseguir um resultado mais realístico. Ainda assim, parece existir um aspecto importante faltando! Quando uma superfície tem um componente de luz reflexiva, ela não somente mostra a nossa imagem, mas também reflete as cores das superfícies que estão em seu redor. E vice-versa. De fato, a luz rebate em um ambiente até que toda a energia esteja absorvida (ou escapada). A luz re-irradiada carrega informação sobre o objeto ao qual ela re-irradiou, notavelmente as cores. Como consequência não somente as sombras são menos negras por causa da luz re-irradiada, mas também tendem a mostrar as cores mais próximas, do objeto iluminado mais próximo. Este fenômeno é referenciado também como vazamento de cores (Exemplo de Radiosidade).

Em ambientes fechados, a energia da luz é gerada por “emissores” e é contabilizada como reflexão ou absorção pelas superfícies do ambiente. O passo com o qual a energia deixa uma superfície é chamado de “radiosidade” de uma superfície. Diferentemente de métodos convencionais de renderização, os métodos de radiosidade primeiro calculam todas as interações de luzes de um ambiente a partir de um método de visualização independente. Então, algumas visões diferentes podem ser calculadas em tempo Real. No Blender, desde a versão 2.28, radiosidade é tanto uma ferramenta de modelagem quanto de renderização. Isso significa que você pode habilitar a radiosidade dentro da renderização ou então usar a radiosidade para pintar cores de vértices e luzes para vértices em suas malhas, para uso posterior.



Contents